Radioterapia com intensidade modulada – (IMRT)

A Radioterapia com intensidade modulada é definida como toda técnica que modula a intensidade da radiação de cada campo de tratamento, através de diferentes formatos de subcampos (colocação de um filtro na frente do feixe), levando-se em consideração as estruturas anatômicas que esse feixe vai atravessar.

Essa técnica permite uma distribuição de dose altamente conformada como, por exemplo, em formato não convexo, com alta concentração, permitindo altas doses no volume alvo e diminuição importante de dose nos tecidos normais adjacentes. De acordo com a Sociedade Brasileira de Radioterapia, as seguintes situações possuem benefício clínico comprovado com o emprego da IMRT, devido à sua melhor distribuição de dose:

. Tumores de cabeça e pescoço, exceto os iniciais de corda vocal
. Tumor de próstata, principalmente em próstata volumosa (acima de 50g)
. Tumores torácicos
. Tumores abdominais, incluindo sarcomas retroperitoneais
. Tumores pélvicos
. Tumores cranianos
. Tumores oculares e orbitários